Polícia desmente que suspeito preso esteja envolvido no caso Marielle

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2018 13h40
Reprodução/FacebookPolícia apenas "confirma a prisão do suspeito por conta de um mandado pendente"

A Polícia do Rio de Janeiro prendeu nesta terça-feira (18) Renato Nascimento Santos. De acordo com informações divulgadas pela delegada Carla Tavares ao G1, Renatinho Problema, como é conhecido, seria um ex-policial militar ocupante do carro onde estava o assassino da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Pouco tempo depois, no entanto, a polícia divulgou comunicado desmentindo o envolvimento dele no caso.

A nota confirma a prisão do suspeito “por conta de um mandado pendente em investigação de homicídio”, mas ressalta que “não é referente ao inquérito do Caso Marielle e Anderson”.

“Agentes da 82ª DP (Maricá) prenderam, na manhã desta terça-feira (18/12), em Guapimirim, na Baixada Fluminense, Renato Nascimento Santos, conhecido como Renatinho Problema. De acordo com os policiais, essa prisão ocorreu por conta de um mandado pendente em investigação de homicídio conduzida pela Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital). O referido mandado não é referente ao inquérito do Caso Marielle e Anderson. Outro homem que estava com Renato também foi preso por porte ilegal de arma de fogo”, diz.

Além disso, segundo correção feita pelo próprio G1, a PM também negou que o suspeito em questão seja ex-policial militar.