Polícia divulga nomes de 10 mortos durante operação em São Gonçalo

Ministério Público do Rio de Janeiro instaurou Procedimento Investigatório Criminal para analisar eventuais violações a direitos durante a ação

  • Por Jovem Pan
  • 23/11/2021 18h09 - Atualizado em 23/11/2021 18h11
MARCOS PORTO/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 22/11/2021RJ - CHACINA / SALGUEIRO / RIO DE JANEIRO - CIDADES - Corpos achados pelos os moradores, do Complexo do Salgueiro, do confontro de sábado, nesta segunda-feira (22).

A Polícia Militar identificou os 10 mortos durante a operação no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Nove deles foram encontrados em uma área de manguezal na segunda-feira, 22, após a ação da PM, que afirma que houve confronto. Foram identificados os corpos de Carlos Eduardo Curado de Almeida, Ítalo George Barbosa de Souza Gouvêa Rossi, Élio da Silva Araújo, Rafael Menezes Alves, David Wilson Oliveira Antunes, Kauã Brenner Gonçalves Miranda, Jhonata Klando Pacheco e Douglas Vinícius Medeiros de Souza. Segundo a PM, Igor da Costa Coutinho foi baleado durante o confronto e socorrido, mas não resistiu. A corporação informou que cinco tinham antecedentes ou anotações criminais.

Os agentes do Batalhão de Operações Especiais da polícia (Bope) teriam instalado a operação na região no domingo, 21, após a morte do sargento Leandro Rumbelsperger da Silva, de 38 anos, durante um patrulhamento na área. Segundo a Defensoria Pública do Estado, a operação foi violenta, os relatos dos moradores eram chocantes e os pedidos de socorro “muito dramáticos”. O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada do Núcleo Niterói e São Gonçalo, instaurou um Procedimento Investigatório Criminal para analisar eventuais violações a direitos durante a ação.