Polícia e Forças Armadas fazem operação no Morro dos Macacos, no Rio

  • Por Jovem Pan com agências
  • 06/10/2017 08h53
Agência EFEAs Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco da comunidade enquanto a polícia entrou no morro

Policiais militares, civis, federais e agentes das Forças Armadas realizam uma megaoperação no Morro dos Macacos, na região da Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira, 6. As equipes fazem buscas a traficantes envolvidos no conflito da favela da Rocinha, que teriam fugido para a comunidade. São cumpridos 31 mandados de prisão desde o início do dia, com a participação de cerca de mil agentes.

Até as 8h, seis pessoas foram presas. Também foram registrados tiros logo no início da operação, que começou por volta das 5h30 de hoje, mas ainda não há informações sobre feridos.

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança, as tropas das Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco da comunidade, enquanto os policiais fazem as incursões na favela para cumprir os mandados Judicias. Algumas vias próximas das comunidades, como a Rua Torres Homem e o túnel Noel Rosa, estão interditadas e o espaço aéreo da Zona Norte do Rio foi restringido, mas isso não chega a afetar o funcionamento dos aeroportos.

Scooby

O principal procurado é o traficante Leandro Nunes Botelho, conhecido como Scooby, considerado o chefe do tráfico na região. Ele tem envolvimento direto na invasão da Rocinha, no final de setembro, e estaria planejando uma nova ocupação da favela junto a outros traficantes, conforme a Polícia Civil. Na madrugada, foi registrado um novo tiroteio na Rocinha, segundo relatos de moradores em redes sociais.

Conforme comunicado da Secretaria de Estado de Segurança (Seseg), as Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco da comunidade e baseadas em pontos estratégicos, enquanto as polícias atuam dentro da favela. Helicópteros controlam a operação do alto e a circulação de aviões na área está restrita

Cartaz oferece recompensa por informações que levem à prisão de traficantes do Morro dos Macacos, na Zona Norte do Rio. (Foto: Reprodução/ Portal dos Procurados)

Cartaz oferece recompensa por informações que levem à prisão de traficantes do Morro dos Macacos, na Zona Norte do Rio. (Foto: Reprodução/ Portal dos Procurados)

Disputa

Essa operação, que é mais uma ação do Plano Nacional de Segurança no Rio, tem ligação com o conflito pelo comando do tráfico de drogas na Favela da Rocinha. De acordo com a Polícia Civil, foi do Morro dos Macacos que saiu parte dos criminosos que tentaram invadir a Rocinha, no dia 17 de setembro.

Eles seriam aliados do antigo chefe do tráfico na Rocinha, Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, que está em disputa pelo comando das bocas de fumo da comunidade com o atual líder do tráfico, Rogério Avelino, o Rogério 157, que mudou de facção criminosa recentemente.

Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil