Polícia prende suspeitos de participarem de chacina de cinco jovens em Maricá

  • Por Agência Brasil
  • 09/04/2018 11h31
Reprodução/Redes SociaisOs cinco adolescentes foram assassinados na área de convivência de um condomínio do programa Minha Casa, Minha Vida, em Itaipuaçu

Policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo prenderam nesta segunda-feira (9) três homens suspeitos de participar de um grupo de milicianos que atua em Maricá, no Grande Rio. Entre eles, figura João Paulo Firmino, suspeito de atirar e matar cinco jovens no município, em 25 de março.

Os cinco adolescentes foram assassinados na área de convivência de um condomínio do programa Minha Casa, Minha Vida, em Itaipuaçu. A polícia acredita que eles tenham sido mortos por integrantes do grupo miliciano que atua na região e do qual os três presos hoje são suspeitos de fazer parte.

Os cinco mortos – Sávio Oliveira, Mateus Bittencourt, Matheus Baraúna, Marco Jhonathan e Patrick da Silva – tinham entre 16 e 20 anos, participavam de um projeto social ligado à cultura do rap e davam aulas para crianças. Eles voltavam de um show do rapper Projota quando foram executados dentro do condomínio.