Por amplo “direito de defesa”, Suplicy se dispõe a ir preso com Lula

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2018 16h51 - Atualizado em 05/04/2018 16h53
Jefferson Rudy/Agência SenadoEduardo Suplicy foi o vereador mais votado da história da cidade de São Paulo, com 301.446 votos

O vereador Eduardo Suplicy, considerada uma das figuras mais importantes do PT, resolveu manifestar seu apoio ao ex-presidente Lula. Vale lembrar que na madrugada desta quinta-feira (4), Lula teve o pedido de habeas corpus negado pelo STF, por 6 votos a 5.

Por meio das redes sociais, Suplicy disse que está disposto a ir preso com Lula até que “se tenha um julgamento em que se dê o mais completo direito de defesa”, publicou o ex-senador, que voltou a criticar o juiz Sergio Moro e o TRF-4. No entanto, elogiou a postura do ministro do STF, Celso de Mello, um dos votos favoráveis ao HC do ex-presidente.

“Destaco a clareza didática do ministro Celso de Mello que, primeiro condenou veementemente as palavras de um General que ameaçou dar um golpe militar, caso fosse dado o Habeas Corpus para o Lula e depois ao ressaltar a relevância do inciso LVII do Artigo 5o. da Constituição” disse Suplicy.

O ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O petista é acusado de ter recebido R$ 2,2 milhões em propinas da OAS, no caso do Tríplex do Guarujá.

Confira abaixo o manifesto do vereador: