Porta-voz explica iniciativas ministeriais para conter o coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2020 14h51 - Atualizado em 17/03/2020 15h02
ReproduçãoSP registrou a primeira morte em razão do vírus

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, detalhou nesta terça-feira (17) as iniciativas coordenadas com os ministérios para tratar sobre a pandemia do novo coronavírus. Ele se esquivou de perguntas relacionadas a outros assuntos, como a presença do presidente Jair Bolsonaro em manifestação no último domingo.

Segundo Rêgo Barros, o foco do governo é “dar respostas rápidas aos problemas causados pela doença”. Confira as atribuições das pastas:

Ministério da Saúde

Aquisição de mais kits de laboratório e equipamentos para melhorar a produtividade dos exames; aumento de leitos hospitalares; chamamento público de cinco mil médicos para a rede básica; e aumento dos recursos financeiros, conforme os planos de contingência dos estados.

Ministério das Relações Exteriores

Acompanhamento da situação no mundo, em especial de brasileiros residentes no exterior; e troca de informações com outros países sobre a pandemia.

Ministério da Defesa

Parcerias com a Saúde para aplicação de medidas sanitárias e vacinação em massa da população carcerária, além de portaria ministerial para a internação compulsória.

Ministério da Educação

Acompanhamento de crianças que dependam de refeições escolares, já que as aulas estarão suspensas.

Ministério da Economia

Pacote de R$ 147,3 bilhões para reduzir os efeitos econômicos causados pelo novo coronavírus, com foco nas populações vulneráveis e na geração de novos empregos. Além disso, segurança aos servidores de que suas atividades não serão prejudicadas e criação de um grupo interno para monitorar setores da economia.

Ministério da Agricultura

Acompanhamento preventivo do reabastecimento.

Anvisa

Fiscalização focada em portos e aeroportos, além de monitoramento da importação de produtos utilizados para a contenção do coronavírus.