Possível tentativa de atentado contra vereador Fernando Holiday vai ser investigada

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2018 08h27
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO parlamentar, ligado ao MBL, Movimento Brasil Livre, e relator da reforma, conta que, após observar os manifestantes que protestavam na rua contra a medida, ouviu barulhos de estilhaços.

A Polícia Civil de São Paulo vai investigar um possível tiro de arma de fogo contra o vereador paulistano Fernando Holiday, do Democratas.

De acordo com o parlamentar, o disparo aconteceu logo após a aprovação da reforma da Previdência municipal em segundo turno, nesta quarta-feira.

Em um vídeo, é possível ver a marca do que seria um tiro na janela do quinto andar da Câmara dos Vereadores de São Paulo, onde fica o gabinete de Holiday.

O parlamentar, ligado ao MBL, Movimento Brasil Livre, e relator da reforma, conta que, após observar os manifestantes que protestavam na rua contra a medida, ouviu barulhos de estilhaços.

Também teria ocorrido outro disparo no quarto andar da Câmara. Fernando Holiday registrou um boletim de ocorrência sobre o caso.

Peritos da Polícia Científica estiveram no local na tarde desta quarta-feira para colher informações. O delegado Júlio Cesar dos Santos Geraldo, que registrou a ocorrência, classificou o caso como “disparo de arma de fogo” e “perigo para vida”, em razão das versões apresentadas.

Ele ressaltou que a conclusão sobre o caso só acontecerá após o laudo pericial elaborado pelo Instituto de Criminalística.