Prefeitura de SP vai multar pessoas que usarem patinete elétrico na calçada ou sem capacete

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2019 17h08
Leo Martins/Estadão ConteúdoOs valores podem variar de R$100 a R$20 mil

A prefeitura de São Paulo anunciou, nesta segunda-feira (13), que irá multar as pessoas que andarem com patinetes elétricos nas calçadas ou sem capacete. Os valores das multas poderão variar de R$ 100 a R$ 20 mil.

Um decreto será publicado na terça-feira (14) determinando a obrigatoriedade do uso de capacete, a proibição da circulação nas calçadas, a restrição de uso em ciclovias, ciclofaixas, ciclorrotas ou ruas com limite de velocidade de até 40 Km/h, além de velocidade máxima de até 20 Km/h.

A regulamentação está em discussão na Prefeitura de São Paulo desde janeiro, quando um grupo de trabalho foi criado com 11 operadoras de patinetes. As leis foram anunciadas pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) sem o aval do grupo. O detalhamento das regras, como informações sobre fiscalização, será publicado em até 90 dias.

Os veículos começaram a circular em agosto de 2018, quando a empresa Yellow entrou na cidade. Nas últimas semanas, a prefeitura estava recebendo cobranças para criar uma legislação específica para os patinetes devido ao grande número de acidentes.

A prefeitura pretende investir também R$ 325 milhões nas conexões de ciclovias e ciclofaixas para aumentar a segurança dos usuários e as possibilidades de trajeto. O secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, ressaltou a importância da chegada dos veículos para a micromobilidade da cidade, mas afirmou que se precisa garantir a segurança dos pedestres e usuários. “Lógico que nós não podemos limitar a questão do patinete no sistema viário. Com relação ao uso da calçada, patinete não vai circular de forma nenhuma”, disse.

*Com informações do Estadão Conteúdo