Prefeitura de SP volta a editar restrições a aplicativos de transporte

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2019 08h27
Pixabay/PexelsBruno Covas (PSDB) assinou decreto com medidas regulatórias para motoristas de aplicativos

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), assinou nesta sexta-feira (4) um decreto que volta a proibir carros de aplicativos de transporte, como Uber, 99, Cabify e outros, de trabalhar na capital paulista se o veículo for licenciado em outra cidade. A fiscalização dessa atuação, entretanto, está proibida por causa de uma liminar judicial (provisória).

A Prefeitura fez o novo decreto na expectativa de que o reajuste das regras faça com que a liminar caia ou que uma decisão de mérito favorável seja tomada pelo Judiciário.

No decreto, Covas também exige que os carros tenham até oito anos de uso, seguro, adesivo que os identifique como app e que o motorista tenha um cadastro e um curso especial.

*Com Estadão Conteúdo