Presidente do PSDB rebate fala de Guedes: ‘Bolsonaro votava com o PT’

  • Por Jovem Pan
  • 30/07/2019 13h20
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosAlém das críticas ao ministro da Economia e ao presidente Jair Bolsonaro, Araújo também condenou a gestão do PT, especialmente da ex-presidente Dilma Rousseff

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, rebateu as críticas feitas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o problema do Brasil se deve aos 30 anos de social democracia. Em texto publicado no Twitter, ele relembrou medidas adotadas pelo partido durante a gestão tucana, como a lei de responsabilidade fiscal e as privatizações de telefonia.

Araújo diz que enquanto o PSDB era chamado de neoliberal, “Bolsonaro votava com o PT contra o Plano Real, contra a reforma da Previdência, por mais privilégios aos setores corporativos, e defendia a ditadura”.

O presidente da sigla lembra, ainda, que os “sociais democratas do PSDB estão à frente da principal principal medida do governo atual”, a reforma da Previdência. “Um texto conduzido pelo ex-deputado Rogério Marinho, aperfeiçoado por na Câmara por Samuel Moreira e que será relatado no Senado por Tasso Jereissati”, escreveu.

Além das críticas ao ministro da Economia e ao presidente Jair Bolsonaro, Araújo também condenou a gestão do PT, especialmente da ex-presidente Dilma Rousseff.

Segundo o presidente do PSDB, com a chegada do PT ao poder, novas estatais foram criadas, a dívida pública voltou a crescer e houve crescimento do desequilíbrio fiscal, culminando na “maior recessão da história”.

“Social Democracia não é PT. Não somos PT. Somos pela democracia. Somos responsabilidade e desenvolvimento”, finalizou Araújo.