Presidente do PSL discorda de Bolsonaro e defende candidatura do partido à presidência da Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2018 17h38
Valter Campanato/Agência BrasilBivar quer que o PSL dispute a cadeira de presidente da Câmara

O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, defendeu nesta terça-feira (30) que o partido dispute a presidência da Câmara, ao contrário de recomendação do correligionário Jair Bolsonaro. Eleito deputado federal por Pernambuco, Bivar não descarta ser o nome da sigla para o comando da casa.

“Acho que esse é um assunto que devemos colocar em pauta. É claro que a opinião do Bolsonaro [presidente eleito do Brasil] é uma diretriz, mas é um assunto que a gente ainda não discutiu na bancada”, afirmou durante entrevista a uma rádio do Recife (PE).

Bolsonaro já havia afirmado que não gostaria de brigar pelo comando da Câmara, em nome da governabilidade. Ao longo da campanha, um apoio à recondução Rodrigo Maia (DEM) foi ventilado, mas os boatos foram desmentidos por todos os lados.

O Partido Social Liberal tem, no momento, a segunda maior bancada federal, com 52 parlamentares, atrás do PT, que tem 57 deputados. A perspectiva é que a legenda cresça com a transferência de membros de siglas que não cumpriram a cláusula de barreira.

Bivar também discordou de outra ideia defendida na campanha de Bolsonaro: o fim da reeleição. O deputado eleito disse que se for “uma renúncia pessoal do Bolsonaro”, será uma “atitude louvável”, mas ele tem “restrições” para alterar a Constituição Federal.

*Com informações do Estadão Conteúdo