Presidente Temer terá alta segunda, mas deverá voltar a Brasília somente na quarta-feira

  • Por Jovem Pan com Agência Brasil
  • 28/10/2017 12h48
EFE/Joédson AlvesNa noite desta sexta-feira (27) Temer foi submetido a uma ressecção da próstata, cirurgia urológica para desobstrução do canal uretal

O presidente Michel Temer ficará internado no Hospital Sírio-Libanês até segunda-feira, quando deve receber alta. Após isso, o peemedebista deverá ficar em repouso em sua residência em São Paulo na terça-feira e, só na quarta-feira, voltar a Brasília e ao trabalho normalmente. As informações foram concedidas pelo médico Roberto Kalil, em entrevista coletiva.

Na noite desta sexta-feira (27) Temer foi submetido a uma ressecção da próstata, cirurgia urológica para desobstrução do canal uretal. De acordo com a nota do hospital, “a intervenção transcorreu sem intercorrências” e o presidente se recupera em uma unidade de terapia semi-intensiva.

Temer foi internado no hospital, localizado na capital paulista, no início da noite com quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata. O problema foi descoberto na quarta-feira (25), dia da votação da segunda denúncia contra ele na Câmara dos Deputados, quando o presidente foi internado no Hospital do Exército após sentir-se mal e foi constatada a obstrução urológica.

Ainda em Brasília, o presidente foi submetido a uma sondagem vesical, que consiste na introdução de um cateter através da uretra até a bexiga, com o objetivo de drenar a urina. O presidente passou a tarde de quarta-feira no hospital e, quando deixou o local, no início da noite, acenou para a imprensa e disse “estou bem”.