Procurador da Lava Jato vê “autoritarismo” em ministros que querem investigá-lo

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2018 11h06
Gabrielli Mendes/Jovem PanCarlos Fernando Lima vê "autoritarismo" na postura de membros do Supremo

As frequentes críticas do procurador da Lava Jato Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos mais incisivos membros da operação nas redes sociais, têm incomodado ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que podem abrir, de ofício, investigação contra o membro do Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba, informou a colunista da Folha de S. Paulo, Mônica Bergamo.

No mesmo lugar onde fez as postagens que despertaram a indignação dos magistrados supremos, Carlos Fernando Lima disse nesta sexta-feira (27) que a punição da crítica “demonstra autoritarismo e é incompatível com a liberdade de expressão”.

O procurador defendeu o direito que tem de se comentar e repreender as decisões do STF. “As decisões da justiça, sejam de juízes ou ministros, devem ser cumpridas, mas não isentas de serem criticadas”, escreveu.

Punir a crítica somente demonstra autoritarismo e é incompatível com a liberdade de expressão. As decisões da justiça, …

Publicado por Carlos Fernando dos Santos Lima em Sexta, 27 de abril de 2018

Os ministros do STF acreditam que Fernando Lima “passou dos limites” com as críticas que faz à Corte e amaçam determinar a investigação do procurador por injúria e difamação.

Os magistrados esperam, no entanto, que a própria Procuradoria-Geral da República (PGR) ou o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) “tome providências”. Se isso não ocorrer, os ministros desgostosos com o procurador da Lava Jato abririam o inquérito.

Críticas recentes

O procurador compartilhou recentemente artigo crítico do colunista do UOL Josias de Souza em que este diz que o Supremo “vira ioiô e perde a própria supremacia”, tornando-se o epicentro da insegurança jurídica, ao tirar as delações da Odebrecht sobre o ex-presidente Lula das mãos do juiz Sérgio Moro.

“O STF não pode permitir que manobras e artimanhas se sobreponham a maioria e à própria história e tradição do tribunal”, escreveu também o procurador.

Ele compartilhou notícias de reunião do ministro Gilmar Mendes com o presidente Michel Temer e também o vídeo em que o deputado Wadih Damous (PT-RJ) chamou a juíza de execução penal do ex-presidente Lula de “juizeca”, “pau-mandado” e “fascista”. Lima disse que “Damous esconde-se atrás da sua imunidade parlamentar para atacar juízes e procuradores”. Em outro momento, o procurador compartilhou vídeo em que Damous chama Gilmar de “aliado”.

Em 14 de abril, Lima escreveu críticas duras a Gilmar Mendes, chamando-o de “inquisidor geral da República”, ao compartilhar matéria de opinião da Folha que pede o fim do foro privilegiado, pauta cara ao procurador.

“Um dos maiores problemas do STF é a incapacidade de desapegar do poder por parte de alguns ministros. Falam em contenção do empoderamento da primeira instância apenas porque sabem que isso se dará com a diminuição do poder imperial que possuem. É só ver o abuso do ministro Gilmar Mendes em abrir uma investigação sobre fato que não é da competência do STF. Ele quer ser o inquisidor geral da república”, escreveu Lima.

Veja algumas das recentes críticas de Fernando Lima:

O STF não pode permitir que manobras e artimanhas se sobreponham a maioria e à própria história e tradição do tribunal.

Publicado por Carlos Fernando Dos Santos Lima em Quinta-feira, 26 de abril de 2018

No dia em que o STF tirou a delação da Odebrecht das mãos de Moro, Fernando Lima publicou:

Está nua a intenção de conter uma justiça eficiente e igual para todos.

Publicado por Carlos Fernando Dos Santos Lima em Quarta-feira, 25 de abril de 2018

E também:

Fica claro que há um conflito entre uma nova Justiça e o velho sistema de impunidade dos poderosos. Não há neutralidade possível.

Publicado por Carlos Fernando Dos Santos Lima em Quarta-feira, 25 de abril de 2018

Há os que desejam calar a vontade do povo por mudanças. Precisamos deixar de ouvir suas cantilenas de inverossímeis…

Publicado por Carlos Fernando Dos Santos Lima em Sábado, 21 de abril de 2018

A decisão do HC de Maluf no STF amanhã dar poder, v.g., para Gilmar cassar decisões de Fachin na Lava Jato. Fiquemos atentos.

Publicado por Carlos Fernando dos Santos Lima em Terça-feira, 17 de abril de 2018

Um dos maiores problemas do STF é a incapacidade de desapegar do poder por parte de alguns ministros. Falam em…

Publicado por Carlos Fernando dos Santos Lima em Sábado, 14 de abril de 2018