Programa Os Dois Lados da Moeda discute arquivamento de investigação sobre Dilma e Aécio

  • Por Jovem Pan
  • 05/03/2015 11h28
OSASCO, SP, 01.09.2014: DEBATE-PRESIDENTE - Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) no debate entre os candidatos à presidência da República, realizado em parceria entre o SBT, UOL, Folha e Jovem Pan. O debate é realizado na sede do SBT em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)Dilma Rousseff e Aécio Neves vão para o segundo turno disputar a Presidência

Marco Antonio Villa e Mauro Motoryn discutem o fato de o procurador-geral da República Rodrigo Janot ter pedido que investigação sobre a presidente Dilma Rousseff e o senador Aécio Neves seja arquivada.

Villa falou que colocar os dois “no mesmo saco” é um “equívoco”. A “insinuação” sobre uma eventual participação no esquema de corrupção na Petrobras investigado pela Lava Jato de Aécio seriam “bem diferentes” da responsabilidade de Dilma, que participou da compra da refinaria de Pasadena e do desenvolvimento da refinaria de Abreu e Lima.

Motoryn destacou que deseja que as investigações não ocorram em sigilo, mas que haja divulgação de todos os nomes enviados por Janot ao Supremo Tribunal Federal. Colocar Dilma e Aécio “no mesmo pacote” é de “bom senso”, avalia, lembrando que não se pode fazer pré-julgamentos.

Ouça os dois lados da moeda no áudio acima.