‘Quem chama tem algo a falar’, diz presidente do PRB sobre reunião com Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 04/04/2019 09h50
DivulgaçãoO presidente do PRB, deputado Marcos Pereira (SP)

Crítico à liderança do governo, o presidente do PRB, o deputado federal Marcos Pereira, disse que vai ao encontro com o presidente Jair Bolsonaro mais para ouvir do que para falar. Ele é um dos seis dirigentes de partidos que vão se reunir nesta quinta-feira (4) com o presidente para discutir apoio à reforma da Previdência.

“O diálogo começa a partir de agora. Vamos ouvir o governo. Quem chama, tem algo a para falar”, afirmou o presidente do PRB em entrevista à rádio CBN nesta manhã. À frente do PRB, que tem 31 deputados, ele reclama da falta de atenção do governo com os parlamentares, que não estão sendo recebidos nos ministérios.

“A relação não é boa porque o presidente insiste em ter um discurso de retórica eleitoral e não de presidente”, disse.

Após desenhar uma aliança apenas com frentes parlamentares, Bolsonaro enfrentou uma crise política atrás da outra, que levou a derrotas do Planalto na Câmara, e foi aconselhado a aceitar a distribuição de cargos, na volta da viagem a Israel, para aprovar a reforma da Previdência.

Além de Pereira, o presidente deve receber nesta quinta: Gilberto Kassab, do PSD; Geraldo Alckmin, do PSDB; Ciro Nogueira, do PP; ACM Neto, do DEM; e Romero Jucá, do MDB.

As rodadas de conversa ocorrerão em mais duas etapas: nas próximas terça e quarta-feira, dias 9 e 10, o presidente receberá dirigentes do PSL, PR, PROS, Podemos e Solidariedade. Até agora, apenas o PSL, seu partido, integra a base do governo no Congresso.

*Com informações do Estadão Conteúdo