Raquel Dodge vai propor que juízes federais julguem crimes eleitorais

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2019 16h07
Agência BrasilNo dia 14, STF decidiu que Justiça Eleitoral tem competência para julgar crimes comuns quando relacionados a delitos de campanha

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, informou que deve enviar ainda nesta segunda-feira, 25, um requerimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que juízes federais tenham atribuição eleitoral.

A proposta de Dodge permitiria que juízes federais julguem processos que tenham crimes conexos relacionados a crimes de corrupção eleitoral, em vez de encaminhá-los a juizes eleitorais.

“Essa competência para a matéria eleitoral tem sido tradicionalmente entregue aos juízes de direito, e a minha sugestão, em requerimento ao Tribunal Superior Eleitoral, é que também os juízes federais exerçam atribuição de juiz eleitoral”.

A proposta da Procuradoria-Geral da República pouco após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que crimes conexos a crimes eleitorais devem ser julgados pela Justiça Eleitoral.

Raquel Dodge disse também que pretende aumentar, neste ano, o número de procuradores eleitorais e agora avalia a criação de forças-tarefas no Ministério Público Eleitoral.

“Estamos estudando a implantação de forças-tarefas eleitorais exatamente para adotar um modelo de atuação com exclusividade, com maior dedicação, e agora na área eleitoral, para coibir e prevenir a prática de corrupção eleitoral, um trabalho que também vai focar a investigação e o processamento do caixa dois eleitoral”, informou.

*Com Agência Brasil