Região Metropolitana de SP será dividida em cinco regiões para retomada das atividades

  • Por Jovem Pan
  • 29/05/2020 13h21 - Atualizado em 29/05/2020 13h35
Willian Moreira/Estadão ConteúdoAté o momento ela estava sendo tratada de forma única e uniforme

O Governo do Estado de São Paulo anunciou que, ao contrário do apresentado na quarta-feira (27), a Região Metropolitana de São Paulo terá seus 38 municípios divididos em cinco regiões para definição dos planos de retomada já anunciados — de acordo com as Fases de 1 a 5. A Até o momento ela estava sendo tratada de forma única e uniforme.

A nova divisão consiste em:

Franco da Rocha: Caieiras, Cajams, Francisco Morato, Franco da Rocha e Mairiporã.

Alto Tietê: Guarulhos: Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poa, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano.

Grande ABC: Diadema, Mauá, Ribeirão Piras, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.

Mananciais: Cotia, Embu, Embu-guaçu, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista.

Rota dos Bandeirantes: Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba.

De acordo com Doria, a divisão foi necessária por abrigar mais de 22 milhões de pessoas e por ser considerada a complexidade da região, como um todo, pelo seu tamanho. “Com essa divisão teremos uma análise mais precisa de critérios técnicos e classificação das fases.”

Atualização dos números

O estado de São Paulo tem 95.865 casos confirmados de Covid-19 e 6.980 mortos. A ocupação dos leitos de UTI está em 70,7% no estado e em 83,1% na Grande São Paulo.

Ao todo, entre casos suspeitos e confirmados, estão 4.176 internados em UTI e 7.153 em enfermaria.