Registro da Rede, de Marina Silva, deve ser regularizado nesta terça pelo TSE

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2015 09h30
BRASÍLIA, DF, 23.11.2014: MARINA-DF - A ex-senadora Marina Silva, acompanhada de membros da executiva nacional da Rede, durante coletiva para falar sobre as ações que serão desenvolvidas para regularizar a Rede como partido junto ao TSE e sobre o papel que o grupo irá ter como oposição ao governo Dilma. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)O porta-voz da Rede afirmou que Marina Silva continuará afiliada ao PSB

A Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva, deve ser regularizada nesta terça-feira (22) pelo Tribunal Superior Eleitoral. A legenda foi lançada em 2013, mas não conseguiu recolher as assinaturas necessárias.

O relator do processo no TSE, ministro João Otávio Noronha, deu aval para a análise em plenário.

O porta voz nacional da Rede, Basileu Margarido, avalia que a criação do partido terá o sinal verde do tribunal. “A nossa expectativa é positiva, porque é um processo que já foi a julgamento em 2013. Naquele primeiro julgamento não concederam registro, mas todos os ministros que se pronunciaram à época elogiaram o processo de criação da rede”.

De acordo com Basileu Margarido, foram recolhidas 500 mil assinaturas. O porta voz nacional da Rede destaca que o partido surge com o desafio de discutir saídas para uma das maiores crises políticas do país.

“Nós estamos colocando a nossa preocupação com relação aos caminhos da política no Brasil. Acho que agora erla terá condições de atuar institucionalmente. Vai ser um instrumento importante de diálogo, um instrumento importante para que a gente busque soluções para esta crise”, diz.

Sobre o impeachment, a Rede ainda encara o processo com cautela ao considerar que faltam elementos concretos para o pedido. O porta voz ressalta que o partido terá candidatos a prefeito e vereadores em 2016.

Marina Silva, que se filiou ao PSB na disputa presidencial do ano passado, vai deixar a legenda.