Renan cobra posição de Dilma Rousseff sobre projeto da terceirização

  • Por Agência Brasil
  • 29/04/2015 17h00
Presidente Dilma Rousseff discursa durante posse do novo ministro da Educação

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), cobrou hoje (29) uma posição da presidente Dilma Rousseff sobre a proposta que regulamenta a terceirização.

 

“O que se quer neste momento é que a presidente diga claramente o que é que ela pensa do projeto, da precarização, do direito do trabalhador. É isso que ela precisa dizer”, informou Renan que já se posicionou contrário à matéria classificada por ele como uma “pedalada” contra o trabalhador.

Apesar da cobrança de Renan, a presidente já se manifestou esta semana sobre o tema. Segundo ela, o projeto não pode retirar direitos trabalhistas nem reduzir a arrecadação de impostos.

O texto já aprovado pelos deputados, chegou ontem (28) ao Senado. O  ponto mais polêmico da proposta permite a contratação de mão de obra terceirizada para todas as atividades da empresa, inclusive para a atividade-fim.

O presidente do Senado defende que a proposta seja alterada na Casa. Cumprindo o que havia dito semana passada, que nada seria avaliado com pressa, despachou o texto para análise inicial de quatro comissões. Caso os senadores alterem o texto aprovado pela Câmara, os deputados terão de reanalisar o projeto.