Renan cobra presença de Janot em novo debate do Senado sobre abuso de autoridade

  • Por Estadão Conteúdo
  • 23/11/2016 17h16
Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros, fala à imprensa ao chegar no Congresso, sobre o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado citar o seu nome na delação premiada (Antonio Cruz/Agência Brasil)Renan Calheiros - ABR

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), cobrou a presença do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no próximo debate sobre o projeto de lei do abuso de autoridade no plenário da Casa, previsto para o dia 1º dezembro. 

A presença de Janot estava prevista na sessão desta quarta-feira (23) porém o procurador-geral declinou do convite alegando que participaria de uma sessão no Supremo Tribunal Federal (STF) no mesmo horário. No lugar de Janot, participou do evento a subprocuradora-geral Luiza Frischeisen. 

“Teremos uma outra sessão temática com as presenças do ministro Gilmar Mendes e do juiz Sérgio Moro. Talvez fosse o caso de a senhora pedir ao procurador-geral que nós estamos encarecendo a sua presença para este debate”, disse Renan à subprocuradora.