Renovação na política é ‘conversa fiada’, diz Jader Barbalho

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2019 18h00
Edilson Rodrigues/Agência Senado Edilson Rodrigues/Agência Senado Barbalho foi reeleito nas últimas eleições e é antigo aliado de Renan Calheiros

O senador Jader Barbalho (MDB-PA) ironizou nesta terça-feira (29) debates sobre uma possível “renovação” no MDB a partir da escolha de um candidato do partido à presidência do Senado – disputa está entre Renan Calheiros (AL) e Simone Tebet (MS).

“Essa história de renovação, não vou nessa conversa. Isso é conversa para iniciado e eu não sou iniciado. Já tenho alguma estrada, não vou atrás de conversa fiada”, afirmou, ao ser questionado sobre possível renovação política da legenda.

Antigo aliado de Renan, ele não quis se aprofundar em comentários sobre a candidatura de Simone à presidência do Senado, única mulher interessada no cargo no MDB. “Não tem nada contra as mulheres, sempre me dei bem com elas.”

Caçador de marajás

Como exemplo de que a renovação na política é “conversa fiada”, Jader Barbalho fez uma referência ao ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PROS-AL), que se apresentava como o “novo” e era conhecido como “caçador de Marajás”.

Collor foi eleito em 1989, a primeira eleição direta para presidente após a ditadura militar, mas – acusado de atos de corrupção – sofreu processo no Congresso Nacional que acabou culminando em impeachment no ano de 1992.

“Não vou discutir nomes, esse negócio de velho em política. Eu já conheci muito novo que antes de começar já está velho. Me lembro do caçador de Marajás. Me lembro de tanta coisa, a minha memória me persegue. Então esse negócio de velho ou novo é irrelevante, tem que ter é legitimidade”, comentou Barbalho, reeleito em outubro.

*Com informações do Estadão Conteúdo