Restaurantes têm faturamento 85% abaixo em 1º final de semana abertos

Cerca de 59% dos estabelecimentos de São Paulo ainda preferem não reabrir ao público

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2020 20h12 - Atualizado em 14/07/2020 08h15
Tânia Rêgo/Agência BrasilPara a Abrasel, horário maior de funcionamento poderia diminuir aglomerações

O primeiro final de semana com bares e restaurantes abertos em São Paulo manteve o faturamento registrado durante a semana, e os estabelecimentos alcançaram apenas de 15% a 20% do que costumavam lucrar antes da pandemia de Covid-19, segundo dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

“Alguns dos bares que não abriram durante a semana tentaram abrir no sábado e domingo, mas a restrição de horário reduz muito as vendas. Cerca de 70% do faturamento do setor se dá depois das 17h”, diz Paulo Solmucci, presidente da Abrasel. Segundo a associação, cerca de 59% dos bares e restaurantes da cidade ainda preferem não abrir ao público.

Solmucci afirma que caso a restrição de horário continue, estabelecimentos que tentaram reabrir podem optar pelo fechamento. “Reabrir tem custos. Gasta-se energia elétrica, os empreendedores deixam de usar medidas do governo para a folha salarial”, lembra o presidente da Abrasel. Ele acredita que a ampliação do horário garantiria inclusive menos aglomerações.

Questionado a respeito das cenas vistas no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, Solmucci diz que a ampliação de horário não deve levar o problema a se repetir. “As cenas do fim de semana anterior, no Leblon, não se repetiram no restante da cidade. O importante é denunciá-las e fiscalizá-las para que não se repitam”, finaliza.

* Com informações do Estadão Conteúdo

  • Tags: