Revista acusa Deltan de manter conversas impróprias com Gebran, do TRF-4

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2019 09h50
José Cruz/Agência Brasil José Cruz/Agência Brasil - 2015 Deltan Dallagnol aparece em supostas mensagens em novo vazamento

A revista Veja, em parceria com o The Intercept Brasil, divulgou novo trecho de conversas atribuídas a Deltan Dallagnol, em série de vazamentos que começou há um mês. O MPF não reconhece a veracidade das mensagens e o site não confirma como obteve o material.

Em reportagem desta sexta-feira (12), o trecho em questão indica que o procurador da Lava Jato teria tido encontros com João Pedro Gebran Neto, desembargador do TRF-4, órgão responsável por julgar casos da Operação Lava Jato em segunda instância em Curitiba.

O material diz que Deltan teria encontrado com o desembargador para falar sobre o caso de Adir Assad, condenado posteriormente pela Lava Jato por ser um dos operadores de propinas da Petrobras. Hoje, Assad cumpre a pena em regime semiaberto.

Dallagnol estaria preocupado com a posição do TRF-4, buscando manter a condenação de Assad. Cinco meses antes da data do julgamento, em um grupo com outros colegas do MPF, ele citou o nome de Gebran: “O Gebran tá fazendo o voto e acha provas de autoria fracas em relação ao Assad”.

Deltan, então, teria acionado o procurador Carlos Augusto da Silva Cazarré, da Procuradoria Regional da República da 4ª Região.

“Cazarré, tem como sondar se absolverão Assad? (…) se for esse o caso, talvez fosse melhor pedir pra adiar agilizar o acordo ao máximo para garantir a manutenção da condenação…”, escreve Dallagnol. “Olha Quando falei com ele, há uns 2 meses, não achei q fisse (sic) absolver… Acho difícil adiar”, responde Cazarré.

Na sequência, Deltan teria citado Gebran: “Falei com ele umas duas vezes, em encontros fortuitos, e ele mostrou preocupação em relação à prova de autoria sobre Assad…”. Dallagnol termina pedindo ao colega que não comente com Gebran o episódio do encontro fortuito “para evitar ruído”.