Ricardo Coutinho promete mais transparência no governo da Paraíba

  • Por Agência Brasil
  • 01/01/2015 19h19

As solenidades de recondução de Ricardo Coutinho (PSB) ao cargo de governador da Paraíba tiveram início na manhã de hoje (1º) com a celebração de um ato ecumênico no Teatro Paulo Pontes, em João Pessoa. À tarde, ele foi empossado na Praça do Povo e, em seguida, foi reconduzido ao cargo no Palácio da Redenção, sede do governo paraibano. Ele terá como vice a médica Lígia Feliciano, do PDT.

Em seu discurso, Coutinho destacou os feitos de sua primeira gestão no governo estadual. Ele iniciou falando sobre o programa que abriu aos paraibanos a possibilidade de participar da definição dos gastos do Orçamento. “[Tivemos] a participação de mais de 140 mil pessoas, em dezenas de audiências regionais, surgiriam investimentos da ordem de R$ 5 bilhões, aplicadas nas cerca de 700 obras e ações demandadas”, ressaltou.

Durante o ato de posse, o governador anunciou a criação do Conselho Estadual de Transparência. “A informação é o grande instrumento de organização de uma sociedade e que esta sociedade, mais que fiscalizar, também precisa ser corresponsável pelos avanços e recuos ocorridos na esfera pública e coletiva”, declarou. Ele avalia que esse será mais um instrumento de fiscalização do Estado que deverá atuar em conjunto com o Tribunal de Contas e o Ministério Público.

Coutinho foi eleito em segundo turno com 52,61% dos votos válidos. A disputa foi contra Cássio Cunha Lima, do PSDB, que obteve 47,39% dos votos válidos. No primeiro turno, a disputa foi acirrada e o adversário dele ficou a frente com uma pequena diferença. Lima teve 47,4% e Coutinho 46%.

Formado em farmácia, Ricardo Coutinho, 53 anos, atuou no movimento estudantil e começou a carreira política como vereador de João Pessoa (PB) em 1993. Foi deputado estadual entre 1999 e 2004. Foi prefeito da capital paraibana por duas vezes, entre 2004 e 2010, quando renunciou para disputar o governo do estado. É presidente estadual do PSB.