Roberto Jefferson chama atenção de Cristiane Brasil: “deve se portar como figura pública”

  • Por Jovem Pan
  • 30/01/2018 13h56 - Atualizado em 30/01/2018 13h58
André Dusek/Estadão Conteúdo"Penso que uma figura pública deve se portar como uma figura pública, e usar ferramentas como Facebook e Instagram apenas em caráter institucional”, disse em sua conta no Twitter

Após a filha aparecer em um vídeo acompanhada de quatro homens sem camisa em uma lancha, o presidente nacional do PTB, e pai da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), Roberto Jefferson, chamou a atenção dela através de sua conta no Twitter.

“Sobre o vídeo, a repercussão fala por si. Também teve muita deturpação. Eram famílias no barco, havia crianças passando. Dito isso, penso que uma figura pública deve se portar como uma figura pública, e usar ferramentas como Facebook e Instagram apenas em caráter institucional”, disse em sua conta.

Roberto Jefferson ainda criticou aqueles que falavam mal da deputada e o fato de ela estar ao lado de homens em trajes de banho: “aliás, como tem troglodita nas redes, hein? Menos moralismo e menos machismo, por favor”.

Confira abaixo as postagens de Roberto Jefferson:

O vídeo

Em vídeo que circula nas redes sociais, a indicada pelo presidente Michel Temer ao ministério do Trabalho, deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), alega que não sabia ter “nada a dever” em processos trabalhistas de ex-funcionários contra ela. Em um dos casos, ela foi condenada em 2016 pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1) a pagar R$ 60,4 mil a um motorista cuja carteira não assinou.

Sobre uma lancha, cercada por quatro homens sem camisa não identificados, Cristiane Brasil diz: “Eu juro para vocês que eu não achava que eu tinha nada para dever para essas duas pessoas que entraram contra mim, e eu vou provar isso em breve”.

“Todo mundo pode pedir qualquer coisa abstrata”, disse a indicada ao ministério. “O negócio é o seguinte, quem é que tem direito, ainda mais na Justiça do Trabalho?”, questionou.

“Eu só quero saber o seguinte: quem (sic) que pode passar na cabeça das pessoas que entram contra a gente em ações trabalhistas?”, diz a deputada na conclusão do vídeo, ao som de música eletrônica ao fundo.

O que diz a deputada

Em nota, Cristiane Brasil disse que “a gravação e a divulgação do vídeo foi uma manifestação espontânea de um amigo, utilizada fora do contexto”.

“A deputada reitera ainda o seu respeito à Justiça do Trabalho e à prerrogativa do trabalhador reivindicar seus direitos”, afirmou a deputada.