Rodrigo Maia diz não estar preocupado com revelações prometidas por Cunha

  • Por Estadão Conteúdo
  • 13/09/2016 13h40
Brasília - Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fala com a imprensa sobre a votação do parecer do Conselho de Ética recomendando a cassação do mandato de Eduardo Cunha (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr presidente da Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, nesta terça-feira, 13, não estar preocupado com possíveis revelações que o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) promete fazer contra políticos. “Não (me preocupa). Acho que é normal. Acontece. A vida é assim”, afirmou Maia.

Em entrevista na última segunda-feira, 12, após ter o mandato cassado, Cunha acusou Maia e o governo de Michel Temer de terem articulado, junto com o PT, sua cassação. O peemedebista afirmou ainda que seu sucessor não se comportou conforme o regimento interno da Câmara.

Na avaliação de Cunha, o governo, ao patrocinar a eleição de Maia, agiu em favor da sua perda de mandato. Segundo o peemedebista, a eleição de Maia foi comandada pela “eminência parda” de Moreira Franco, sogro do atual presidente da Câmara e secretário-executivo do Programa de Parcerias de Investimentos.

O deputado cassado ainda negou que tenha intenção de fazer delação premiada porque “só faz delação quem é criminoso”, mas anunciou que escreverá um livro sobre o impeachment de Dilma, contando os bastidores do processo e os diálogos com todos os personagens envolvidos.