Rosinha Garotinho, ex-governadora do Rio de Janeiro, é condenada por improbidade administrativa

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2019 19h10
Reprodução/FacebookO marido de Rosinha, Anthony Garotinho, já havia sido condenado na mesma ação

A justiça condenou Rosinha Garotinho por improbidade administrativa cometida na época em que ela foi governadora do Rio de Janeiro, entre 2003 e 2007, nesta terça-feira (8). Os direitos políticos dela, esposa do também ex-governador Anthony Garotinho, foram suspensos por oito anos. Advogados informaram que vão recorrer da decisão.

Rosinha terá que pagar R$ 234 milhões a título de ressarcimento aos cofres públicos, além de R$ 2 milhões por danos morais coletivos e R$ 500 mil em multa. A decisão é da 4ª Vara de Fazenda Pública do Rio. Na mesma ação, Anthony Gatotinho já havia sido condenado e se tornado inelegível – nesse caso, a sentença foi confirmada em segunda instância.

Acusações

O casal Garotinho foi acusado pelo Ministério Público do Estado do Rio  de Janeiro de participar de um esquema criminoso que desviou R$ 234 milhões da secretaria estadual de Saúde, entre novembro de 2005 e abril de 2007 – período em que Rosinha era a governadora do estado e Garotinho era secretário de governo.

*Com informações do Estadão Conteúdo