São José dos Campos: a primeira cidade inteligente do Brasil

Município do Vale do Paraíba atendeu normas internacionais de órgão ligado à ONU sobre qualidade de vida, sustentabilidade, tecnologia, economia e prevenção e ação em casos de desastres naturais

  • Por Conteúdo Patrocinado
  • 24/05/2022 13h38 - Atualizado em 24/05/2022 17h18
Divulgação/Prefeitura de São José dos Campos Imagem do Arco da Inovação, um dos cartões postais de São José dos Campos, feita à noite,coma cidade toda iluminada Segundo a Prefeitura de São José dos Campos, o Arco da Inovação simboliza o caráter moderno da cidade

Tornar-se uma cidade inteligente deveria ser o objetivo de qualquer município preocupado com a melhora na qualidade de vida dos cidadãos e com o desenvolvimento econômico e social da cidade. Essa é uma transformação que requer planejamento, tempo e muito esforço coletivo. Em todo o mundo, apenas 79 cidades ostentam o título de “cidade inteligente”. A mais nova delas é brasileira: São José dos Campos, no interior do Estado de São Paulo. A certificação foi concedida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas. A cidade atendeu as normas internacionais NBR ISO (37120, 37122 e 37123), que são regulamentadas pelo World Council on City Data, um órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU). Essas normas estão relacionadas à gestão e ao funcionamento do município — são critérios como qualidade de vida, sustentabilidade, tecnologia, economia e prevenção e ação em casos de desastres naturais. 

Embora a ideia de “cidade inteligente” esteja relacionada ao uso de tecnologias, este não é o único fator considerado para que o título seja concedido. As formas como os recursos tecnológicos são explorados por iniciativas de gestões inovadoras e impactam positivamente na qualidade de vida do cidadão têm peso importante na avaliação sobre as cidades que se tornam inteligentes. A tecnologia é parte importante do processo, mas o município precisa estar pronto para rever processos, desburocratizar, investir em soluções sustentáveis e fazer parcerias com empresas para atrair investimentos e gerar oportunidades.

São José fez e faz tudo isso, sempre como foco nas pessoas, como destaca o prefeito Felício Ramuth. “No fundo, no fundo, tudo isso é para melhorar a vida da gente que mora na nossa cidade de São José dos Campos. Tem tecnologia, tem metodologia no meio, mas o objetivo é melhorar das pessoas, é lidar com gente. Por isso que essas três normas vão diretamente nesse ponto. São normas internacionais, que falam também de tecnologia, mas elas falam mesmo de resiliência, capacidade de enfrentar momentos difíceis, de qualidade de vida e de sustentabilidade — no aspecto social, ambiental e econômico”. Além do título de “cidade inteligente”, o município do Vale do Paraíba foi certificada como “resiliente” e “sustentável”, alcançando alto nível de avaliação em ambos os quesitos.