Secretaria vai apurar tiros de policiais civis na direção de UPP no Jacarezinho

No terceiro dia de operações policiais na comunidade do Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, policiais militares (PMs) ficaram assustados com a atuação de um helicóptero da Polícia Civil. PMs reclamara…

  • Por Agência Brasil
  • 15/01/2018 13h49 - Atualizado em 15/01/2018 13h52
Fernando Frazão/Agência BrasilPMs reclamaram que policiais civis dispararam tiros nas proximidades de uma das bases da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)

No terceiro dia de operações policiais na comunidade do Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, policiais militares (PMs) ficaram assustados com a atuação de um helicóptero da Polícia Civil. PMs reclamaram que policiais civis dispararam tiros nas proximidades de uma das bases da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Não há informações sobre se algum tiro atingiu efetivamente a base da UPP no Jacarezinho. Em nota divulgada pela assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Segurança, o secretário Roberto Sá determinou à Corregedoria-Geral Unificada que instaure procedimento para apurar os fatos.

Policiais civis e militares fazem ações na comunidade desde a última sexta-feira (12), para tentar prender suspeitos de matar o delegado civil Fábio Monteiro. Monteiro era delegado da Central de Garantias da Cidade da Polícia, que é vizinha ao Jacarezinho, e foi encontrado morto dentro do porta-malas de um carro na comunidade.

A Justiça do Rio já decretou a prisão de Wendel Luis Silvestre, que é um dos suspeitos de matar o policial. A Delegacia de Homicídios, que investiga o caso, também busca identificar outros envolvidos.