Secretário Marcio Felix é exonerado do Ministério de Minas e Energia

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2019 12h17
Saulo Cruz/MMEFelix já atuava no ministério desde 2016

O secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, do Ministério de Minas e Energia (MME), Marcio Felix, pediu demissão e foi exonerado nesta segunda-feira (2) do cargo. A portaria de exoneração já está publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Em sua carta de demissão ao ministro da pasta, Bento Albuquerque, Felix disse que a saída se dá “por razões estritamente pessoais” e que está “concluindo um ciclo muito gratificante” da vida profissional.

“Gostaria de reiterar meu integral apoio ao programa de trabalho do Ministério sob sua liderança. E também, de me colocar a disposição, como cidadão brasileiro e técnico da área, para continuar ajudando a fazer acontecer as políticas públicas relacionadas a biocombustíveis, gás e petróleo”, diz a carta.

Em resposta, Albuquerque agradeceu e reconheceu os serviços prestados pelo secretário. “No desempenho dos importantes cargos, soube lidar, muito bem, com o dilema diário de identificar prioridades e de atribuir velocidade a questões primordiais para o desenvolvimento sustentável do país, conciliando demandas; levando, a excelentes termos, eventuais divergências; e superando desafios, razões pelas quais suas ‘Impressões Digitais’ podem ser percebidas nos diversos setores por onde labutou”, escreveu.

Felix exerceu o cargo de secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis no período de 22 de julho de 2016 a 13 de abril de 2018, quando assumiu a Secretaria-Executiva do ministério, até 1º de janeiro de 2019. No início da gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL), foi convidado a permanecer no ministério, de volta à secretaria.

*Com informações da Agência Brasil