Sem acordo, CCJ encerra sessão e reforma da Previdência será discutida depois da Páscoa

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2019 13h13
Pablo Valadares/Câmara dos DeputadosDeputada Érika Kokay (PT-DF) discute com os integrantes da mesa da comissão sobre o relatório da PEC

Os deputados da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara não conseguiram aprovar o parecer sobre a reforma da Previdência nesta quarta (17) e votarão sobre a admissibilidade da proposta no colegiado somente na próxima terça (23).

Na reunião desta manhã, que começou às 10h, a previsão era de que os membros votassem o parecer do relator do texto na comissão, Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG). Líderes partidários, no entanto, pediram alterações no relatório.

Com o acirramento da discussão entre membros do governo e da oposição, a sessão chegou a ser paralisada por 15 minutos. Na volta, o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), encerrou a reunião e adiou a votação da PEC para depois da Páscoa.

A CCJ é a primeira etapa de discussão da reforma da Previdência no Congresso. No colegiado, os deputados avaliam a constitucionalidade da proposta antes de enviá-la à comissão especial que tratará do mérito da PEC.