Sem coque, Marina se encontra com Aécio e faz coro por fim de “vale-tudo” eleitoral

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2014 14h14

Aécio Neves beija a mão de Marina Silva Nelson Antoine/Frame/Folhapress Aécio Neves beija a mão de Marina Silva

Aécio Neves (PSDB) e a candidata derrotada no primeiro turno das eleições, Marina Silva (PSB), terceira colocada com pouco mais de 20% dos votos, se encontraram na manhã desta sexta em São Paulo.

Marina surpreendeu os presentes ao abandonar o tradicional coque, penteado que costuma usar, para deixar a longa cabeleira encaracolada solta. A ex-ministra justificou o novo visual por estar gripada e não poder prender os fios.

“Está muito bonita”, disse o candidato tucano à Presidência que recebeu o apoio de Marina.

Deixando de lado as questões de aparência, Aécio classificou o encontro como “um momento histórico da vida nacional”. Ele afirmou: “Todo esse esforço foi coroado pelo gesto de generosidade de uma mulher que o Brasil respeita e admira”.

Aécio ainda preferiu não falar se Marina participará ou não da composição de um eventual governo seu, caso eleito.

Marina, por seu lado, comentou os recentes ataques nos embates eleitorais, aos quais sempre se disse contra, e disse que “não vale tudo para ganhar a eleição”.

Aécio fez coro e “lamentou profundamente” o tom nos dois primeiros debates do segundo turno, dando a entender que apenas a adversária, Dilma Rousseff (PT) apela ao que classificou de “vale-tudo” e “guerra”,

O tucano “convocou” Dilma a realizar uma “campanha de alto nível” nos próximos debates.

Marina, por fim, disse que Aécio “haverá de ganhar ganhando”, ou seja, não caindo na tentação de acusações pessoais e ataques.