Sem presença do relator, Maia e líderes discutem mudanças no pacote anticorrupção

  • Por Estadão Conteúdo
  • 24/11/2016 13h35
Brasília - O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito presidente da Câmara dos Deputados, com 285 votos. (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)Rodrigo Maia é eleito novo presidente da Câmara dos Deputados - AGBR

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), estava reunido por volta das 11h15 desta quinta-feira (24) em seu gabinete com líderes partidários e parlamentares envolvidos na discussão do pacote de medidas contra corrupção. Eles discutem procedimentos de votação e ajustes no parecer que foi aprovado na última quarta-feira (23) na comissão especial. 

O relator do pacote, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), não participa da reunião. O parlamentar está nesta manhã em um evento cujo tema são exatamente as medidas propostas pelo Ministério Público. O evento conta com a presença do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e outros procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato. 

Nos bastidores, deputados já articulam retirar a relatoria do texto no plenário das mãos de Onyx. Ele é acusado por deputados de não estar cedendo aos pedidos da Casa, favorecendo assim apenas os pleitos do Ministério Público. 

Presente à reunião com Maia, o líder do PTB, Jovair Arantes (GO), defendeu que haja ajustes no parecer elaborado por Onyx e aprovado ontem. “Estamos tentando achar pontos de acordo. Ajustes precisam ser feitos”, afirmou. Segundo ele, entre os pontos que podem ser alterados está a inclusão de crime de responsabilidade para juízes e promotores. “A lei tem que ser para todos”, ressaltou Jovair. Os deputados também discutem sobre a tipificação de caixa 2 eleitoral. 

Rodrigo Maia disse estar avaliando as condições para que o projeto possa ser pautado ainda hoje no plenário. “Acho que vamos resolver hoje”, disse.