Senador do PR nega irregularidade com cota parlamentar

  • Por Estadão Conteúdo
  • 05/11/2016 17h35

"O Governo ainda se sente na instabilidade da interinidade"Wellington Fagundes - Ag. Senado

O líder do PR no Senado, Wellington Fagundes (MT), negou ter cometido irregularidades com a cota parlamentar para a compra de passagens aéreas, como apontam investigações da Procuradoria Regional da República da 1ª Região (PRR1). O senador foi listado em uma das 50 denúncias encaminhadas pela PRR1 ao Supremo Tribunal (STF) e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) esta semana. Além dele, outros 218 políticos que possuem foro privilegiado foram citados.

Segundo o parlamentar, na época da denúncia ele estava licenciado do cargo de deputado federal e por conta disso não poderia ter usado indevidamente o “cotão”.