Senadores se preocupam com articulação política após saída de Santos Cruz

  • Por Jovem Pan
  • 13/06/2019 19h08
Fátima Meira/Estadão ConteúdoO presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), manifestou preocupação com uma piora na relação entre o governo e o Congresso

Os senadores da República ficaram surpresos ao saber que o ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Alberto dos Santos Cruz, foi demitido do governo de Jair Bolsonaro. Em um comunicado divulgado à imprensa nesta quinta-feira (13), o general confirmou que deixou o cargo por decisão do presidente, e agradeceu aos colegas, parlamentares, à imprensa e ao próprio Bolsonaro.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), manifestou preocupação com uma piora na relação entre o governo e o Congresso, de acordo com interlocutores que estavam reunidos no momento da informação.

Já o líder do bloco que reúne PL, DEM e PSC no Senado, Wellington Fagundes (PL) avaliou a saída do general como mais um complicador na articulação política do Planalto.”É uma pessoa de estabilidade”, afirmou, em referência ao ministro. “Temos uma instabilidade e uma imprevisibilidade com o que vai acontecer até a semana que vem, isso vai respingar para o governo? São perguntas que todos querem saber”, declarou. “Vemos um governo que tem colocado à frente sempre a questão ideológica, e isso é sempre um ‘dificultador’ nas relações.”

O senador Chico Rodrigues (DEM), por sua vez, havia inclusive agendado uma reunião com o chefe da Secretaria de Governo para esta sexta-feira (14) no Palácio do Planalto. “Se for verdade, é uma lástima. Havia um bom relacionamento do Congresso com ele”, comentou.

*Com informações do Estadão Conteúdo