Sobe para 12 o número de mortos após chuvas intensas em SP

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2019 18h25
CARLA CARNIEL/ESTADÃO CONTEÚDONo ABC, água arrastou para a rua móveis que estavam dentro de casas

O Corpo de Bombeiros confirmou no fim da tarde a 12ª morte em decorrência das fortes chuvas que atingiram a região metropolitana de São Paulo entre a noite de domingo (10) e a madrugada desta segunda-feira (11).

A vítima – um homem de 45 anos – foi encontrada já sem vida dentro de um córrego, na Avenida Engenheiro Olavo Alaysio de lima, em Santo André. Além dos mortos, ainda há seis pessoas feridas, que foram socorridas a hospitais.

Da meia-noite até as 16 horas desta segunda, bombeiros contabilizaram apenas a cidade de São Paulo 94  chamados para desmoronamentos e desabamentos, 740 para pontos de alagamento e enchente e 123 quedas de árvores.

Caos

Após uma madrugada caótica, São Paulo ainda deve registrar chuvas pelas próximas 48 horas. Terça (12) e quarta-feira (13) somam 26 milímetros de chuvas acumuladas, segundo previsão da Somar Meteorologia. A segunda (11) tem acúmulo de 21 mm.

Desde o início de março, a capital já registrou 90% da quantidade de chuva prevista para o mês (160 mm), segundo a prefeitura paulistana. Cada 1 milímetro equivale a 1 litro de água acumulada em uma área de 1 metro quadrado.

De domingo (10) para segunda (11), em apenas sete horas, caíram sobre a cidade 57,8 mm de água – o que representa 33% da média mensal prevista. A situação deixou até o momento 11 mortes confirmadas por bombeiros – o total inclui também a Grande São Paulo.