Sobe para sete o número de mortos após temporal no Rio de Janeiro

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2019 12h35
Jose Lucena/Estadão Conteúdo Fortes chuvas e ventos causaram deslizamentos de terra na cidade

Morreu na noite de sexta-feira (8) a sétima vítima dos transtornos causados pelas fortes chuvas que atingiram o Rio de janeiro na última quarta (6). Áureo Ribeiro da Paz, de 64 anos, havia sido resgatado de deslizamento de terra, mas não resistiu.

Após o temporal, a casa de Áureo ficou coberta por terra, na Barra de Guaratiba – zona oeste. Bombeiros conseguiram retirá-lo dos escombros e levá-lo ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde ele acabou morrendo.

Além de Áureo, também morreram no acidente a esposa e um dos filhos do casal. Isabel Martins da Paz e Mauro Martins da Paz foram enterrados na quinta-feira (7), no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência, também no oeste carioca.

O outro filho de Isabel e Áureo, Arthur Martins da Paz, permanece internado no mesmo hospital onde estava o pai. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o quadro de saúde dele é considerado estável. As idades não foram divulgadas.

Na Restinga da Marambaia, perto de Barra de Guaratiba, a ventania no dia da chuva chegou a atingir 116 quilômetros por hora – dois a menos do que o mínimo necessário para considerar que o evento natural se trata de um tornado, segundo meteorologistas.

*Com informações da Agência Brasil