SP registra as três primeiras mortes por febre amarela em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2019 17h21
Rovena Rosa/Agência BrasilVacinação foi intensificada no estado de São Paulo

O município de Eldorado, no Vale do Ribeira, confirmou nesta quinta-feira (17) a morte de três pessoas por febre amarela. Esses são os primeiros casos de morte pela doença registrados este ano em todo o estado de São Paulo.

De acordo com o Departamento de Saúde da cidade, outras quatro pessoas estão internadas com o vírus que causa a febre amarela. Todas elas passaram por exames médicos, cujos resultados foram atestados pelo Instituto Adolfo Lutz.

Além de Eldorado, foram confirmados quatro novos casos da doença em Pariquera-Açu e um em Jacupiranga, todos na mesma região paulista. Os dados são da secretaria estadual da Saúde. No ano passado, houve 503 casos e 176 mortes.

Mortos

A prefeitura de Eldorado informou que as vítimas fatais da febre amarela são todas homens: um de 36 anos (morto em 1º de janeiro), um de 24 (morto no dia 10) e um idoso de 60 anos (que não resistiu à doença no dia 13).

Todos os casos de infecção pela febre amarela aconteceram na zona rural. A vacinação no município foi intensificada desde que foram notificados os casos suspeitos. Na zona rural, as equipes estão oferecendo a vacina de casa em casa.

Mosquito

Infecção viral, a febre amarela é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, que costuma se proliferar no período de altas temperaturas do verão. A doença pode causar febre, dor de cabeça e vômito, além de complicações cardíacas, hepáticas e renais.

*Com informações do Estadão Conteúdo