‘STF vai emitir uma decisão que pode significar a ruína da Lava Jato’, diz Dallagnol sobre indulto de Natal

  • Por Jovem Pan
  • 28/11/2018 12h00
Fernando Frazão/Agência Brasil “O decreto tem efeito devastador sobre o passado, presente e futuro", diz Deltan

O procurador da República e coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, publicou um vídeo na manhã desta quarta-feira (28) em sua página no Twitter destacando os prejuízos do indulto de Natal, que terá sua constitucionalidade julgada pelo Supremo Tribunal Federal.

Nós Lava Jato estamos muito preocupados porque hoje o STF vai emitir uma decisão que pode significar a ruína da Lava Jato”, diz logo no início da publicação.

O procurador destaca que o indulto de Natal perdoaria 80% ou mais das penas dos corruptos e teria um efeito devastador de libertar 85% dos presos durante a Operação Lava Jato.

O decreto tem efeito devastador sobre o passado, presente e futuro. Passado porque as pessoas não vão sofrer as consequências dos crimes que praticaram. Quanto ao presente, o STF vai mandar forte mensagem de que crime de corrupção ainda compensa no Brasil. No futuro, o decreto acaba com investigações como a Lava Jato, porque elimina as delações premiadas”, explicou.

Sobre as delações premiadas, Deltan Dallagnol ressaltou que elas acabariam pois os condenados em operações iriam preferir aguardar pelo indulto. “Quem vai querer colaborar se recebe perdão de 80% da sua pena de graça? Ninguém vai querer colaborar”.

Confira o vídeo completo: