Substituído, atual secretário da Segurança Pública de São Paulo voltará ao Ministério Público

  • Por Rafael Iglesias
  • 13/11/2018 16h53 - Atualizado em 14/11/2018 11h02
Hélvio Romero/Estadão ConteúdoMágino assumiu pasta com saída de Alexandre de Moraes para ministério

Sem indicação para permanecer na pasta da Segurança Pública de São Paulo, o atual secretário estadual Mágino Alves Barbosa Filho afirmou nesta terça-feira (13) que vai retornar ao Ministério Público no ano que vem. Ele ingressou no MP em 1984 e estava afastado.

No cargo desde maio de 2016, o secretário será substituído pelo general João Camilo Pires de Campos, da reserva do Exército e ex-comandante Militar do Sudeste. O anúncio foi feito pelo governador eleito João Doria (PSDB) e criou saia justa na cúpula policial paulista.

Barbosa Filho entrou na pasta em 2015, como adjunto de Alexandre de Moraes, que havia sido nomeado pelo então governador tucano Geraldo Alckmin. Com a saída do titular para o Ministério da Justiça, assumiu o posto e o controle das polícias Civil, Científica e Militar.

Por meio de nota, o atual secretário disse ter “grande admiração” pelo sucessor, com quem se reuniu algumas vezes para tratar de operações e questões da área, mantendo um relacionamento “sempre excepcional”.