Sucessor de Geddel será alguém de “boa conduta”, garante Temer

  • Por Jovem Pan
  • 27/11/2016 12h42
Geddel Vieira Lima - Ag. Brasil

Diante de especulações sobre quem deveria assumir a Secretaria de Governo após o pedido de demissão de Geddel Vieira Lima, o presidente Michel Temer afirmou neste domingo (27) que o perfil do sucessor do ex-ministro será alguém de “boa conduta” e com um bom diálogo com o Congresso.

Geddel Vieira Lima entregou na manhã desta sexta-feira (25) a carta de demissão ao presidente Michel Temer. A exoneração vem após a polêmica na qual se viu envolvido com uma acusação do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero.

Fora do Governo, Calero acusou Geddel de tê-lo pressionado para a liberação de uma obra imobiliária na Bahia. Calero alegou que o agora ex-titular da Secretaria de Governo cobrou um parecer técnico para favorecer seus interesses pessoais.

Calero disse ainda que o articulador político do Governo Temer o procurou pelo menos cinco vezes – por telefone e pessoalmente; e queria influenciar decisão do Iphan, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, órgão subordinado à pasta da Cultura.

A intenção era aprovar o projeto imobiliário “La Vue Ladeira da Barra”, nos arredores de uma área tombada em Salvador, base de Geddel.

Geddel Vieira Lima negou ter pressionado ex-ministro da Cultura em favor de projeto imobiliário em Salvador e garantiu que apenas “ponderou” com Marcelo Calero acerca de parecer do Iphan que restringia o gabarito do empreendimento.

Criticado por uma “demora” na exoneração de Geddel, Temer afirmouq ue “não acha que demorou”. Mas ponderou que se Geddel tivesse saído antes, teria sido melhor, já que o caso ganhou uma “expressão extraordinária”.