Suspeitos de fraudes em cartórios são presos durante operação no Rio

  • Por Jovem Pan
  • 28/02/2019 08h44 - Atualizado em 28/02/2019 08h45
Tânia Rêgo/Agência BrasilCriminosos adulteravam escrituras públicas e registros de casas e apartamentos, tomando a propriedade para si

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro cumprem na manhã desta quinta (28) mandados de busca e apreensão contra suspeitos de fraudes em cartórios de notas e de registros de imóveis da região metropolitana da capital fluminense. Ação faz parte da Operação Lázaro, que teve início em dezembro de 2017.

Os criminosos trabalhavam na compra e venda frequente de imóveis, com avaliações variadas. De acordo com a Polícia, eles adulteravam escrituras públicas e registros de casas e apartamentos, tomando a propriedade para si. Os imóveis que tinham as escrituras e os registros falsificados eram vendidos para terceiros por um valor muito abaixo do mercado e revendidos com valor superior à transação antecedente.

Os policiais passaram a investigar o caso depois que um esquema de fraude envolvendo tabeliães e funcionários dos cartórios do 10º Ofpicio de Notas e do 2° Registro Geral de Imóveis em Nova Iguaçu.

Foram encontradas várias escrituras, registros e certidões falsos em cartórios na Baixada Fluminense. A fraude envolvia ainda grileiros, agentes imobiliários e políticos locais, de acordo com a Polícia Civil.

Os suspeitos vão responder por denunciação caluniosa, lavagem de dinheiro, estelionato, peculato, corrupção passiva e associação criminosa.

Com Agência Brasil