Suspeitos de invadir celular de Moro são transferidos para Brasília

  • Por Jovem Pan
  • 23/07/2019 19h21
Estadão ConteúdoDe acordo com as investigações, eles fariam parte uma organização que pratica crimes cibernéticos

Os quatro homens presos nesta terça-feira (23) pela Polícia Federal (PF) suspeitos de terem invadido o telefone celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, serão transferidos para Brasília, onde vão prestar depoimento.

Eles foram detidos em caráter temporário nas cidades de Araraquara, São Paulo e Ribeirão Preto. De acordo com as investigações, eles fariam parte uma organização criminosa que pratica crimes cibernéticos. Durante o dia, também foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão.

Todos os mandados foram emitidos pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal de Brasília. Os detalhes da investigação serão mantidos em segredo de Justiça até quarta-feira (24), às 12h.

A operação foi batizada de Spoofing, expressão relativa a um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é.

*Com Agência Brasil