Temer: citações equivocadas são base de pedido de impeachment feito por Cid Gomes

  • Por Agência Estado
  • 01/04/2016 21h16
Brasília - O vice presidente Michel Temer concede entrevista coletiva após reunião com o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner (Valter Campanato/Agência Brasil) Valter Campanato/Agência Brasil - 06/01/16 Vice-presidente Michel Temer

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), divulgou nesta sexta-feira, 01, nota na qual considera que o pedido de impeachment protocolado contra ele pelo ex-ministro da Educação Cid Gomes (PDT-CE) reúne uma série de citações já esclarecidas à imprensa. “Notícias velhas sem sustentação, citações equivocadas e interpretações de pessoas mal informadas são a base da justificativa do senhor Cid Gomes, cuja coleção volumosa de fotografias ao lado do delator (da Operação Lava Jato) Paulo Roberto Costa ilustra bem a biografia e retrata de forma definitiva sua verdadeira prática política”, afirmou o vice-presidente.

Temer disse defender a Lava Jato, operação que “grandes e relevantes serviços vem prestando ao Brasil”, e ter a convicção de que os trabalhos feitos pelo Ministério Público e pela Polícia Federal em Curitiba “significam o início de uma reforma nos hábitos políticos brasileiros, necessários para melhorar e aprimorar nosso sistema de representação”.

O vice-presidente cobrou ainda um “processo de evolução de nossos costumes” para o que chamou de “espetáculo deprimente” de Cid Gomes, “agente terceirizado escalado para atingir reputação alheia de forma vil e rasteira”, afirmou. “Tudo isso nada mais é que um plano orquestrado cujo objetivo é desconstruir a imagem do vice-presidente da República”, disse.