Temer defende que Lula dispute eleições

  • Por Jovem Pan
  • 20/01/2018 15h35 - Atualizado em 20/01/2018 15h36
EFE/Joédson Alves"Convenhamos, quando Lula era o presidente, um ex-operário, isso tinha um certo charme, não é verdade?", disse o peemedebista sobre o petista.

O presidente Michel Temer (MDB) afirmou em entrevista à Folha de S. Paulo publicada neste sábado (20) que prefere ver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disputando as eleições deste ano em vez de condenado na 2ª instância da Justiça e barrado pela lei da Ficha Limpa.

“Acho que se o Lula participar, será uma coisa democrática, o povo vai dizer se quer ou não. Convenhamos, se fosse derrotado politicamente, é melhor do que ser derrotado (na Justiça) porque foi vitimizado. A vitimização não é boa para o País e para um ex-presidente”, declarou Temer.

Para o peemedebista , a eventual saída de Lula do cenário eleitoral “vai agitar o meio político para saber quem é o candidato de centro que possa harmonizar e reunificar o país”.

Respondendo sobre o declínio da influência internacional do Brasil, o presidente ainda brincou com o petista, a quem vê mais charmoso do que si.

“Fizemos reuniões e recebemos inúmeras autoridades estrangeiras. Talvez tenha perdido um certo charme. Convenhamos, quando Lula era o presidente, um ex-operário, isso tinha um certo charme, não é verdade?”, disse.

Temer voltou a assegurar que sua saúde está bem.

“Basta olhar para mim. Não tive nem tempo de pensar (em licença). Sabe por quê? Porque eu não parei de trabalhar. Sei que correu muito essa história por aí, mas são daqueles que querem me matar, né?”