Temer defende recuperação econômica do Brasil em cúpula dos Brics

  • Por EFE
  • 03/09/2017 10h11 - Atualizado em 03/09/2017 10h19
EFE/EPA/Mark Schiefelbein / POOL Pool Photo Presidentes da África do Sul, Jacob Zuma, da China, Xi Jinping, e do Brasil, Michel Temer, durante reunião dos BRICS em Xiamen

O presidente Michel Temer defendeu neste domingo a recuperação econômica que o Brasil está vivendo em um encontro com empresários no primeiro dia da cúpula dos Brics que reúne os líderes de Rússia, Índia, China e África do Sul, além do brasileiro.

Após um discurso do presidente chinês, Xi Jinping, que inaugurou a reunião, Temer interveio e assegurou que o Brasil “vive um momento de otimismo” e de “multiplicação das oportunidades de negócios”, além de destacar que o país está “aberto aos grandes investimentos”.

“No mundo de hoje não há espaço para improvisos. Quem deseja prosperar, tem que fazer a tarefa, tem que antecipar o futuro. No Brasil, para ordenar as contas públicas, realizamos reformas que há muito tempo tinham sido postergadas, mas que restituem a saúde fiscal do estado brasileiro”, destacou.

Temer afirmou que a reforma trabalhista aprovada por seu Governo está por trás do crescimento do emprego nos últimos meses e apontou que seu Executivo está concentrado em melhorar o ambiente de negócios, com uma série de medidas que buscaram minimizar os procedimentos e estimular os investimentos.

Temer chegou neste domingo (3) a Xiamen (sudeste da China) e amanhã se reunirá com os presidentes da China (Xi Jinping), Rússia (Vladimir Putin), África do Sul (Jacob Zuma) e premiê indiano, Narendra Modi, para debater novas formas de cooperação dentro do bloco nascido há uma década.

Antes de chegar a Xiamen, o brasileiro realizou uma visita de Estado de dois dias a Pequim, onde já se reuniu com o presidente chinês e assistiu à assinatura de diversos acordos em matéria de infraestruturas, créditos financeiros e cooperação turística, esportiva e sanitária, entre outros setores.