Temer vai prestar depoimento à PF nesta sexta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2019 09h21 - Atualizado em 22/03/2019 09h22
Estadão ConteúdoO ex-presidente Michel Temer foi preso nesta quinta-feira (21)

Um dia depois de ser preso, o ex-presidente Michel Temer deve depor à Polícia Federal (PF) nesta sexta-feira (22). Ele e outras nove pessoas foram detidas nesta quinta na operação Descontaminação, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

A investigação decorre de elementos colhidos nas Operações Radioatividade, Pripyat e Irmandade deflagradas pela Polícia Federal anteriormente e, notadamente, em razão de colaboração premiada por um empresário da construtora Engevix.

Entre os alvos, estava também o ex-ministro Moreira Franco, apontado como operador de Temer, assim como João Batista Lima Filho, o coronel Lima. Segundo a acusação apresentada pelo Ministério Público, Temer teria recebido R$ 1,1 milhão pelo empreiteiro José Antunes Sobrinho, ligado à Engevix.

O ex-presidente também seria o líder da organização criminosa que atuava há pelo menos 40 anos e que teria movimentado R$ 1,8 bilhão, de acordo com a decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que determinou as prisões.

Michel Temer é o segundo ex-presidente brasileiro preso. Luiz Inácio Lula da Silva, que esteve à frente do país entre 2002 e 2010 foi detido em 7 de abril do ano passado, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, após a segunda instância confirmar e ampliar sua pena para 12 anos e 1 mês de prisão.