Tenho certeza de que haverá acordo sobre matéria do tabelamento do frete, diz Temer

  • Por Estadão Conteúdo
  • 30/07/2018 14h30
Marcelo Camargo/Agência BrasilPresidente Michel Temer afirma que tínhamos convicção de que haveria disputas de natureza judicial, durante a greve dos caminhoneiros

O presidente Michel Temer (MDB) disse nesta segunda-feira, 30, acreditar que deve haver uma convergência das demandas entre empresários e representantes dos caminhoneiros em relação ao tabelamento do frete. O tema deve ser discutido no Supremo Tribunal Federal (STF) no final de agosto.

“Quando chegamos ao acordo com os caminhoneiros no décimo dia da greve, tínhamos convicção de que haveria disputas de natureza judicial. Agora, tenho tido informações de que vai haver uma composição e que vamos chegar a um ponto em relação a esta matéria”, comentou o presidente, ao citar a participação da advogada-geral da União, Grace Mendonça, nas negociações com o ministro Luiz Fux, do STF, que relata as ações que questionam a fixação de um valor mínimo para o frete.

“Os próprios caminhoneiros perceberam que haveria problema na questão do tabelamento”, afirmou Temer, em almoço com empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

No evento, ao receber uma lista de demandas do empresariado paulista, Temer comentou que o almoço se tornou “uma reunião de trabalho”. Entre as demandas apresentadas ao presidente estão o enfrentamento do custo de empréstimos bancários para o setor produtivo e a isonomia em relação a políticas industriais de outros países.