Tesouro, Previdência e BC somam déficit de R$ 21,171 bilhões em março

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2020 11h38
BRUNO ROCHA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDONo acumulado do primeiro trimestre do ano, o resultado primário é positivo em R$ 2,908 bilhões, o melhor desempenho para o período desde 2015

O caixa do Governo Central registrou um déficit primário de R$ 21,171 bilhões em março, o melhor desempenho para o mês desde 2017 considerando valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), segundo o Tesouro Nacional.

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 18,274 bilhões de fevereiro. O valor de março ficou abaixo das expectativas do mercado financeiro, cuja mediana apontava um déficit de R$ 26,0 bilhões.

Dados de março ficaram dentro do intervalo das estimativas, que eram de déficit de R$ 40,9 bilhões a R$ 17,0 bilhões. O resultado do terceiro mês representa queda real de 5,8% nas receitas em relação a igual mês do ano passado. Já as despesas tiveram queda real de 5,4%.

No acumulado do primeiro trimestre do ano, o resultado primário é positivo em R$ 2,908 bilhões, o melhor desempenho para o período desde 2015. Em relação aos três primeiros meses de 2019, há queda de 0,9% nas receitas e recuo de 2,9% nas despesas.

Em 12 meses, o Governo Central apresenta um déficit de R$ 90,2 bilhões – equivalente a 1,21% do PIB. A meta fiscal para este ano admitia um déficit de até R$ 124 bilhões nas contas do Governo Central.

A aprovação pelo Congresso do decreto de calamidade pública para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus na prática autoriza o governo a descumprir essa meta em 2020. Em 2019, o rombo do Governo Central ficou em R$ 95,065 bilhões.

Composição

As contas do Tesouro Nacional — incluindo o Banco Central — registraram um déficit primário de R$ 2,250 bilhões em março, de acordo com dados divulgados pelo Tesouro. No primeiro trimestre do ano, o órgão teve superávit de R$ 49,681 bilhões.

Já o resultado do INSS foi um déficit de R$ 18,921 bilhões no mês passado, chegando a um rombo de R$ 52,588 bilhões acumulado em 2020.

As contas apenas do Banco Central tiveram resultado primário zero em março, com desempenho negativo de R$ 167 milhões nos três primeiros meses do ano.

*Com informações do Estadão Conteúdo