Tiroteio em pousada de luxo termina com dois mortos e duas influenciadoras presas na Bahia

Um dos homens era apontado como líder do tráfico de drogas em Feira de Santana e considerado foragido pela Justiça

  • Por Jovem Pan
  • 12/04/2022 14h54
Instagram/@pousadaparaisoperdido Pousada Paraíso Perdido Pousada Paraíso Perdido fica na praia dos Garcez

Dois homens foram mortos nesta segunda-feira, 11, em um confronto com policiais na Praia do Garcez, próxima à pousada de luxo Paraíso Perdido, na cidade de Jaguaripe, na Bahia. Duas influenciadoras digitais foram presas quando tentavam fugir. A Polícia Militar afirmou que foi informada por populares sobre a presença de duas pessoas armadas no local. Segundo a corporação, os homens começaram a atirar quando perceberam a chegada dos agentes. Houve troca de tiros, os dois suspeitos foram baleados e socorridos para o hospital Gonçalves Martins, em Nazaré, mas não resistiram aos ferimentos. Os homens foram identificados como Agnaldo Leite da Silva Neto, de 29 anos, conhecido como Neto Talisca, e Felipe Augusto Machado, de 28, conhecido como Batoré. Ambos tinham passagem pela polícia.

De acordo com o tenente coronel Edmundo Assemany, comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, Neto Talisca é apontado como líder do tráfico de drogas em Feira de Santana. Ele tinha dois mandados de prisão em aberto, um por tráfico e outro por homicídio, e era considerado foragido pela Justiça após ter rompido a tornozeleira eletrônica. As influenciadoras presas foram identificadas como Laylla e Adrian Grace. Elas foram detidas quando tentavam fugir da pousada em um Fiat Toro, onde também foi encontrado um quilo de cocaína. Segundo a PM, as duas não tinham passagem pela polícia. “Elas relataram que conheciam os indivíduos, namoravam eles há aproximadamente um ano e sabiam que eles tinham envolvimento com o crime, mas não sabiam a dimensão e do grau de periculosidade que esses indivíduos representavam para a sociedade”, afirma o tenente coronel. A polícia apreendeu duas pistolas, o veículo e R$202,00 em espécie. Laylla e Adrian foram levadas para a delegacia de Santo Antônio de Jesus e devem participar de audiência de custódia nesta terça-feira, 12.